Favicon iEducação
Search
Close this search box.

5 Histórias Infantis de Ficção Científica para estimular a mente

Publicidade

A ficção científica é um gênero literário que explora ideias e possibilidades futuras baseadas em conceitos científicos. Ao introduzir a ficção científica na educação infantil, através de histórias infantis, estamos fornecendo às crianças um estímulo para o pensamento criativo e inovador.

Essas histórias infantis de ficção científica transportam os jovens leitores para universos alternativos, apresentando-lhes tecnologias avançadas e situações desafiadoras. Isso não apenas alimenta sua imaginação, mas também as encoraja a pensar sobre as potencialidades da ciência e do progresso tecnológico.

Além disso, muitas histórias infantis de ficção científica são impregnadas de dilemas morais e questões éticas, proporcionando às crianças uma oportunidade valiosa para desenvolver suas habilidades de pensamento crítico.

Publicidade

Ler ficção científica com seus filhos pode se tornar uma experiência rica e recompensadora. Não só abre as portas para o maravilhamento e a curiosidade, mas também pode inspirar uma paixão pela ciência e pela inovação. Portanto, convidamos você a explorar o fascinante mundo das histórias infantis de ficção científica!

Ficção Científica: Ana e a Lua no Natal

Participe do nosso grupo do WhatsApp e receba novidades, atividades, jogos educativos e recursos pedagógicos em PDF para imprimir!

menina olhando para a lua
Publicidade

Era uma vez uma menina chamada Ana, que era fascinada pelo universo. Numa noite de Natal, olhando pela janela, ela teve uma ideia mirabolante: viajar para a Lua para encontrar o Papai Noel!

Ana era muito inteligente e adorava inventar. Passou dias e noites construindo uma pequena nave espacial, usando sucata que encontrou em seu quintal. E, no dia 24 de dezembro, Ana vestiu seu capacete e seu traje espacial feito à mão e embarcou em sua nave.

Voando através do céu estrelado, ela finalmente alcançou a Lua. Lá, para sua surpresa, encontrou uma casa aconchegante com luzes piscando e um homem de barba branca e roupa vermelha: era o Papai Noel!

Publicidade

Papai Noel estava surpreso, mas feliz por receber Ana. Ele explicou que a Lua era sua base de lançamento de presentes e que ele estava prestes a sair para sua grande jornada anual. Ana ajudou-o a carregar o trenó lunar e, como agradecimento, Papai Noel a levou para uma volta pela Terra, entregando presentes para todas as crianças.

Essa aventura inesquecível fez Ana perceber que, com imaginação e esforço, ela poderia alcançar até mesmo a Lua! E sempre que olhava para o céu noturno, ela se lembrava daquela maravilhosa viagem de Natal

Autoral: Keila Cristina dos Santos

Ficção Científica: O menino Brincalino

Robô segurando uma bola de basquete
Publicidade

Havia um casal de inventores, Maria e João, que viviam num mundo onde todas as crianças estavam sempre concentradas em seus celulares. Eles sonhavam com a época em que as crianças brincavam e exploravam o mundo exterior. Então, decidiram inventar um Menino Robô.

Trabalharam dia e noite para construir o Menino Robô, que batizaram de “Brincalino”. Brincalino era único: em vez de estar preso a um celular, ele amava brincar ao ar livre, correr, jogar bola e explorar a natureza.

As outras crianças começaram a notar o quanto Brincalino se divertia. Intrigadas, largaram seus celulares e se juntaram a ele. Aprendiam a jogar jogos que não conheciam, a criar brinquedos a partir de coisas encontradas na natureza e a apreciar a beleza ao seu redor.

Maria e João ficaram felizes ao ver as crianças se divertindo novamente ao ar livre. E Brincalino, com sua programação avançada, aprendeu a apreciar o valor da amizade e da interação humana. No fim, Maria e João conseguiram o que queriam: um mundo onde as crianças voltaram a explorar e a brincar, graças a um menino robô chamado Brincalino.

Autoral: Keila Cristina dos Santos

Ficção Científica: Joãozinho para além da imaginação

Ilustração da história - Joãozinho para além da imaginação -  menino jogando vídeogame
Publicidade

Numa cidade pacata, vivia Joãozinho, um menino curioso que adorava programação. Criou, então, um jogo virtual cheio de árvores imensas, com galhos perfeitos para subir. O jogo permitia as crianças se esconderem nos troncos e nas folhagens, iniciando uma empolgante partida de esconde-esconde. Havia também um modo de pega-pega, que trazia risadas e corridas frenéticas pelo cenário virtual.

Joãozinho se orgulhava de sua criação e passou a dividi-la com amigos da escola. Todos ficaram maravilhados com o novo mundo de aventuras.

Certo dia, Joãozinho visitou seu avô, que observava com carinho as crianças brincando no parque. Narrava histórias de quando subia em árvores, brincava de esconde-esconde e pega-pega, exatamente como no jogo de Joãozinho. Fascinado, o menino questionou: “Mas avô, ainda podemos fazer isso?”

Seu avô, com um sorriso afetuoso, respondeu: “Claro, meu querido. Essas brincadeiras não pertencem apenas ao mundo virtual. São parte da nossa vida real.”

A partir daquele dia, Joãozinho passou a reunir os amigos não só para jogar, mas também para reviver essas brincadeiras ao ar livre, descobrindo que a diversão na realidade era tão emocionante quanto em seu jogo.

Autoral: Keila Cristina dos Santos

Ficção Científica: Ainda existe esperança

ilustração da história - Ainda existe esperança - 3 meninas juntas
Publicidade

Numa pequena cidade, havia três amigas, Lúcia, Ana e Sofia, sempre unidas por sua curiosidade e amor pela ciência. Certa noite, enquanto espiavam as estrelas pelo telescópio, notaram um planeta desconhecido.

Apaixonadas por desafios, construíram uma nave espacial com peças de sucata e embarcaram em uma incrível aventura interplanetária. No novo planeta, descobriram uma civilização em ruínas. Os habitantes haviam destruído seu lar com poluição, arrogância e ambição desenfreada.

Assustadas, mas inspiradas, as meninas voltaram à Terra. Prometeram que fariam de tudo para proteger seu planeta natal. Cresceram e se tornaram cientistas renomadas, dedicadas à preservação do meio ambiente.

Lúcia especializou-se em energia limpa, Ana dedicou-se à reciclagem e gestão de resíduos, e Sofia em educação ambiental. Juntas, criaram tecnologias sustentáveis e políticas de conscientização, inspirando a próxima geração a cuidar do planeta.

A aventura espacial das três amigas serviu de lição para todos: era preciso respeitar e cuidar da Terra, para não ter o mesmo destino do planeta que visitaram. E assim, o trio continuou a mudar o mundo, um dia de cada vez.

Autoral: Keila Cristina dos Santos

Participe do nosso grupo do WhatsApp e receba novidades, atividades, jogos educativos e recursos pedagógicos em PDF para imprimir!

Ficção Científica: Os hologramas de Maria

Os hologramas de Maria -  ilustração de um pai, uma mãe e uma filha tomando suco juntos
Publicidade

Maria era uma menina brilhante, mas sentia falta de seus pais, sempre ocupados com o trabalho. Certo dia, teve uma ideia genial: se ela não podia ter mais tempo com seus pais, criaria uma maneira deles estarem em dois lugares ao mesmo tempo!

Depois de muitos esboços e cálculos, Maria construiu um dispositivo capaz de criar hologramas de seus pais. Com grande expectativa, ligou o aparelho e, de repente, os hologramas apareceram, idênticos aos seus pais.

Feliz, Maria explicou o plano: os hologramas iriam ao trabalho, enquanto seus pais reais ficariam em casa, dedicando mais tempo a ela. Surpresos, mas orgulhosos de sua filha, eles concordaram.

A estratégia funcionou perfeitamente, os hologramas realizavam as tarefas no trabalho, enquanto Maria aproveitava dias maravilhosos com seus pais. Eles brincaram, leram juntos, e Maria finalmente sentiu a presença amorosa que tanto desejava.

No final, todos entenderam uma lição valiosa: a tecnologia é um meio incrível para resolver problemas, mas o tempo de qualidade em família é algo que não deve ser substituído. E assim, a vida de Maria ficou mais colorida, e seus pais nunca mais perderam momentos preciosos com sua filha genial.

Autoral: Keila Cristina dos Santos


Acesse nossas redes: InstagramFacebookPinterestYouTube.

Tenho um grupo exclusivo no Facebook onde compartilhamos muitas coisas importante para o protagonismo da sua familia.

<- voltar para histórias infantis ou página inicial.

Publicidade
Autor(a)
Keila Cristina

Keila Cristina

Pedagoga formada pela Faculdade Uniron em 2020. Fascinada pelo estudo das competências humanas, criadora do Método SIMA, influenciada pela teoria construtivista de Jean Piaget e pelo sistema educacional de Maria Montessori, Keila acredita na importância da liberdade, da atividade e do estímulo para a procura do conhecimento e desenvolvimento físico e mental das crianças.

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja os melhores modelos de Painéis da Cultura Indígena e monte a sua decoração temática....
Esses Desenhos para Colorir dos Povos Indígenas foram feitos para estimular a aprendizagem infantil. Baixe...
Confira as melhores atividades para o dia do livro infantil e explore a literatura para...
Acesse: Painel Dia do Livro para imprimir e baixe Modelos Incríveis para fazer o seu...
Aplique as melhores Atividades Lúdicas da Cultura Indígena na prática para ensinar de modo divertido!...
Veja os melhores Planos de Aulas da Cultura Indígena com os códigos da BNCC para...
Explore a Pluralidade cultural, ensine e divirta com as melhores Lembrancinhas para o Dia dos...
Veja as melhores brincadeiras indígenas para aplicar em sala de aula que o iEducação selecionou....
Confira as atividades de higiene bucal para ensinar de maneira divertida e envolvente sobre os...
Leve conscientização às escolas com as melhores Atividades Dia do Índio para Educação Infantil! Estimule...
Poxa, acabou 😔
PDF's Gratuitos do iEducação